Escavando...

SOBRE


Somos uma agência de notícias desenvolvida por alunos do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Alagoas, com foco em jornalismo de dados. Sob orientação de professores, produzimos material jornalístico relevante sobre o estado de Alagoas a partir da exploração e visualização de dados, em múltiplos formatos, com a utilização de elementos como texto, vídeos e gráficos estáticos e interativos. Nosso objetivo é produzir conteúdo que vá além da informação factual, utilizando dados dispostos em portais de transparência, além de solicitações feitas aos órgãos por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI).
A Agência Tatu de Jornalismo de Dados tem como prioridade temas de interesse e relevância para a sociedade alagoana, como economia, política, educação, sustentabilidade, segurança, saúde, direitos humanos e ciência e tecnologia. Nosso conteúdo é estruturado no trabalho conjunto entre jornalismo e dados abertos, pois acreditamos que este é um dos caminhos mais efetivos para a construção de uma democracia transparente e responsável no estado de Alagoas.
Para atingir este objetivo, vamos além da simples divulgação de relatórios quantitativos do poder público. O material elaborado pela AT é fruto de pesquisa, extração, análise, checagem e publicação de dados públicos, sempre contextualizados e apresentados em narrativas visuais para melhor entendimento do público leitor.
O nome da agência surge com a estrita relação à prática que caracteriza o animal tatu: a da escavação. A atividade natural desse mamífero faz uma referência direta à primeira - e uma das mais importantes - etapas na elaboração de uma reportagem guiada por dados: a busca e extração das informações, seja nas páginas da internet ou fazendo uso da Lei de Acesso à Informação.
Considerando a divergência acadêmica em relação à definição de Jornalismo de Dados (JD), adotamos o método de aproximação do JD por meio de níveis¹. Para atingir o nível 1 – o mais próximo da ideia de Jornalismo de Dados -, nos propomos a cumprir quatro competências: extração dos dados; estruturação; análise; visualização.
Por acreditar na cultura de dados abertos como processo fundamental para construção de uma sociedade mais participativa, a Agência Tatu segue o princípio definido pelo Open Definition de que “dados abertos podem ser livremente usados, modificados e compartilhados por qualquer pessoa, para qualquer propósito”.
Por isso, sempre disponibilizamos os dados e documentos utilizados em nossos materiais jornalísticos ao final do texto, em formato aberto (xls. ou csv.), para que a informação possa ser checada pelo leitor e a leitura suscite novos projetos e discussões.