Escavando...

Agência Tatu: um novo portal de notícias de AL com foco em exploração de dados

Agência Tatu de Jornalismo de Dados é a primeira no segmento em Alagoas


Agência Tatu de Jornalismo de Dados - logotipo - Alagoas
Logotipo da Agência Tatu

A expansão e aprimoramento dos mecanismos de transparência nos últimos anos têm facilitado o acesso aos dados públicos. Sabendo do potencial contido nessas informações para a construção de uma sociedade mais participativa, três estudantes do curso de jornalismo da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) criaram a Agência Tatu de Jornalismo de Dados que, após meses de elaboração, está sendo lançada oficialmente nesta terça-feira (25).

A plataforma é a primeira no segmento no estado de Alagoas e baseia-se na extração, estruturação, análise e visualização de dados. A ideia é transformar as informações presentes nos números em notícias de relevância para os alagoanos.

“Já estamos há algum tempo estudando, pesquisando e fazendo o possível para viabilizar o projeto da agência e agora, com o lançamento, sentimos que este é o primeiro passo para concretizar esta área no jornalismo alagoano”, ressalta uma das fundadoras da agência, Graziela França.

O lançamento da plataforma ocorre dias após a equipe da Agência Tatu conquistar o primeiro lugar no Prêmio Braskem de Saúde e Segurança no Trabalho, na categoria estudante, com a matéria Fim da linha: assaltos a ônibus afetam saúde mental de rodoviários em Maceió.

Reportagem da Agência Tatu ganha prêmio de jornalismo sobre saúde e segurança no trabalho. (Foto: Jangada Filmes)

O material, produzido para dar início aos trabalhos da agência, explora dados de assaltos em transporte coletivo na capital alagoana obtidos junto à Secretaria de Segurança Pública de Alagoas, e os apresenta ao público por meio de gráficos e um mapa de calor interativo.

“Conseguimos perceber, por exemplo, que grande parte dos assaltos acontece no bairro do Jacintinho, com pico de ocorrências às 20h. Com essas informações fizemos um link direto com os relatos de agressões psicológicas e traumas sofridos pelos rodoviários em Maceió e constatamos que a falta de segurança afeta diretamente a saúde mental de muitos deles”, explica outro fundador, Lucas Thaynan.

A estudante Micaelle Morais, também fundadora da agência, conta que um dos planos da agência é oferecer o conteúdo produzido para republicação da imprensa local, com o intuito de expandir o alcance.

“Queremos contribuir com a circulação de conteúdo novo nos veículos de comunicação do estado, para que boa parte da população tenha acesso e possa desfrutar de uma experiência diferenciada no fazer jornalismo. Sabemos que a correria do dia a dia nas redações torna difícil para o jornalista destinar tempo para coleta e apuração de dados, por isso, decidimos atender a esta demanda”, pontua.

A Agência Tatu

É uma agência de notícias desenvolvida por alunos do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Alagoas, com foco em jornalismo de dados. Sob orientação dos professores Magnólia Rejane, Julio Arantes e Érico Abreu, os estudantes produzem material jornalístico relevante sobre o estado de Alagoas a partir da exploração e visualização de dados em múltiplos formatos, com a utilização de elementos como texto, vídeos e gráficos estáticos e interativos.

O objetivo é produzir conteúdo que vá além da informação factual, utilizando dados dispostos em portais de transparência, além de solicitações feitas aos órgãos por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI).

Navegue pelas abas “Sobre” e “Republique” e saiba um pouco mais sobre a agência!